Sempre que eu via alguém relativizando os crimes de Stalin, Mao, Fidel, eu ficava perplexo. Agora, vejo uma porção de gente relativizando os crimes de Médici, Geisel, Figueiredo, e fico novamente perplexo. Quem critica assassinatos e defende assassinatos, não aprendeu nada. E eu, quando acredito que a história ensina alguma coisa a alguém, não aprendi nada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s