April 06, 2018 at 10:47AM

Não é preciso ter muita imaginação para adivinhar que os acólitos de Lula o estão comparando a Getúlio e o estimulando a resistir.

Esquecem-se de Marx, que disse que a história ocorre duas vezes, a primeira, como tragédia, a segunda, como farsa.

A tragédia. Getúlio era de fato inocente. Havia de fato uma conspiração. O adversário, Carlos Lacerda, um político, buscava a presidência. O principal defensor da tese da resistência era Tancredo Neves, um dos brasileiros mais importantes da história. Getúlio recusou-se a renunciar, pois era inocente, e recusou-se a resistir, para não provocar um banho de sangue: optou pelo autossacrifício.

A farsa. Lula é culpado. Não há conspiração. O adversário, Sergio Moro, um juiz, busca a Justiça. O principal defensor da tese da resistência é Lindbergh Farias, um político insignificante. Lula (felizmente) jamais seria capaz de um gesto de tamanha grandeza e desassombro quanto o de Getúlio.

A única coisa que a farsa tem em comum com a tragédia, é que pode acabar mal para todo mundo.

Mas vamos torcer para a montanha parir um rato, e que Lula se entregue em paz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s