February 14, 2018 at 09:12PM

Toda vez que escrevo a expressão “extrema-direita” (que uso raramente), tem gente que encrespa. Aqui vão umas regrinhas para ninguém se melindrar à toa.

Extrema-esquerda. É a turma que quer acabar com a propriedade e com a iniciativa privada e instaurar a ditadura do proletariado. É o PCO, o PSTU, o PCB e algumas correntes de outros partidos. Ninguém nunca fala deles porque são meia dúzia de malucos sem nenhuma relevância.

Esquerda. No Brasil, é marca de fantasia: identifica PT, PSOL e PCdoB. Dependendo do contexto, chamo às vezes de ex-querda ou pseudo-esquerda. Tenho um amigo que chama de necrogovernista, que eu acho divertido.

Esquerda democrática, ou esquerda moderna etc. É a esquerda que se libertou do PT e pensa pela própria cabeça — infelizmente, quase sempre em silêncio. Um exemplo que fala, das melhores cabeças do Brasil, é Fernando Gabeira.

Centro. Tem de dois tipos, o centro que pensa (basicamente, os liberais); e o centro que só pensa em se dar bem, que eu costuma chamar de…

Centrão. Os fisiológicos. Exemplo maior: PMDB.

Liberais. Os liberais autênticos, de corte inglês. Os caras que propuseram a ideia de que todos somos livres e iguais, que estão preocupados com todas as liberdades, e que acham a igualdade de oportunidades um valor fundamental. (Esta é a categoria em que este escriba, modestamente, se inscreve.)

Liberais austríacos, ou neoliberais. Os discípulos da Escola de Viena, muito preocupados com a liberdade econômica, mas nem tanto com as outras liberdades. Com frequência, estão mais para conservadores.

Direita. Palavra que ninguém sabe o que significa, e que evito, porque, por causa da ditadura, adquiriu um caráter insultuoso. Ninguém precisa ser de direita para ser contra a esquerda, especialmente na acepção desta taxonomia.

Conservador. Outra palavra que ninguém sabe direito o que significa (ainda falo disto), dado que há uma dúzia de definições, mas dá pra entender pelo contexto, e não é insultuosa.

Extrema-direita. A turma que acha que preto é inferior, homossexual não tem vergonha na cara, mulher não deve trabalhar, essas coisas. (Se você não está nesta categoria, não há motivo para se ofender; se está, também não.)

Todo mundo tem o direito estabelecer sua própria taxonomia. A que vale nesta página é esta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s