15/08/2017 – 1

Toda vez que aparece uma manifestação de extrema direita em algum lugar, vem logo o besteirol, com gente de um lado dizendo que liberais apoiam o nazismo, e gente do outro lado dizendo que o nazismo é de esquerda e/ou socialista. Lá vamos nós.

1. O liberalismo surgiu dois séculos e meio antes do nazifascismo, e sua base é a ideia de que os homens são livres e iguais.

2. O socialismo é uma cria deformada (via Marx) do liberalismo e considera que a igualdade é suprema, a ponto de autorizar a eliminação da liberdade em seu nome.

3. O nazismo é uma cria deformada (via Nietzsche, ainda que mal lido) do liberalismo e considera que a força é suprema, a ponto de autorizar a eliminação dos “fracos” e “inferiores”.

4. Liberais e socialistas amam a ideia de que os homens são iguais. Nazifascistas odeiam essa ideia.

5. Liberais amam ainda mais a ideia de que os homens são livres. Nazifascistas amam a ideia de que os “fortes” são livres e os “fracos”, não. Socialistas e comunistas dizem que amam a liberdade, mas não amam.

6. O que sempre diferenciou direita e esquerda foram os privilégios da elite (direita a favor, esquerda contra) e os direitos do povo (direita contra, esquerda a favor). Ou seja, a questão da igualdade. O que diferencia direita e esquerda nunca foi o papel do Estado: essa visão é recente, sem base histórica, e redutora.

7. O nazifascismo não defendia os privilégios dos capitalistas, classe que desprezava, mas defendia os privilégios dos “fortes”, de uma nova elite nacionalista e militarista: eles mesmos. A maioria dos autores entende que é de direita, e não vejo por que não seria.

8. Dizer que o nazifascismo era de esquerda é ridículo: nazifascistas, liberais, socialistas, ninguém achava isso: achavam que era de direita, e a extrema direita americana de hoje se autodefine como direita.

9. A direita, e os nazistas, eram nacionalistas. A esquerda, e os socialistas, eram internacionalistas.

10. Hitler abominava o capitalismo, o livre mercado, e a socialização da economia, e enxergava a indústria a serviço do Estado.

11. O fato de o nome do partido nazista ser nacional-socialista não quer dizer nada; o fato de o nome do partido socialista da Rússia, antes da Revolução, ser partido socialdemocrata não quer dizer nada.

12. O fato de Mussolini ter sido socialista na juventude não quer dizer nada; o fato de Engels ser um industrial burguês não quer dizer nada; o fato de Marx não ser proletário e ser sustentado por um industrial burguês não quer dizer nada.

13. Dizer que nazistas eram liberais é ridículo: os liberais foram mandados para campos de concentração. Dizer que nazistas eram socialistas é ridículo: os socialistas foram mandados para campos de concentração.

14. Liberais, socialistas e comunistas se uniram contra o inimigo comum: o nazifascismo foi derrotado por uma aliança entre Inglaterra e EUA, países liberais, e URSS, país socialista.

15. Dizer que liberais são antissemitas é ridículo: muitos liberais (em particular na escola austríaca) eram judeus. Dizer que Marx era antissemita é ridículo: Marx era judeu. (P.S. Alguns comentadores mencionam que ser judeu não impede alguém de ser antissemita. Verdade, claro, mas estamos falando do antissemitismo militante e virulento do nazismo, coisa muito diferente.)

16. Dito isso, qualquer um é livre para acreditar que Hitler era socialista, liberal, umbandista, zen-budista ou reencarnação de Gengis Khan.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s